Sunday, May 24, 2015

Pão Herbal

.sem glúten.

Esta receita também saiu no Repórter Eco, junto com o guatchup e o burguer de couve-flor, e compõe o novo livro. É perfeita para acompanhar refeições, picnic, café da manhã e lanches.

Pão Herbal [de amaranto com ervas frescas]

4-5 unidades

1/2 xícara de inhame cozido e amassado
1 xícara de farinha de amaranto
Ervas frescas (salsinha, manjericão, orégano, sálvia, alecrim)
1 colher de chá de cúrcuma (opcional)
25 ml de água
sal
1. Misture a farinha com o inhame a as ervas até formar uma farofa, adicione o restante dos ingredientes e amasse, forme uma bola e deixe descansar por 15 minutos.
2. Divida a massa em 5 e abra sobre uma bancada polvilhada com farinha de amaranto. 
3. Coloque uma chapa de ferro no fogo e esquente bem, cerca de 5 minutos, doure ambos os lados até ficar bem tostadinho. O cozimento deve ser rápido, se demorar para dourar esquente mais a chapa ;)



Wednesday, May 20, 2015

Suco de outono

.da série delícias de um liqüidificador.


           Para quem sofre com os problemas respiratórios nesta época do ano, como eu, precisamos nos prevenir em dobro! As variações de temperatura, frequentes no outono, afetam os mais sensíveis e todo cuidado é pouco. 
           O gengibre é um bom amigo,  nos acompanha pela manhã nos sucos e durante a noite nos chás. 

         

SUCO DE OUTONO
[1 copo grande ou 2 pequenos]

250ml de leite de gergelim [aprenda como fazer no final do post]
2 maçãs orgânicas
0,5 cm de fava de baunilha*
1 cm de gengibre com casca
1 fio de mel a gosto [opcional]

Bata tudo no liqüidificador e sirva imediatamente. Se o gengibre for velho e sua casca estiver grossa talvez precise coar.

*Quando uso as sementes da fava de baunilha em algum preparo especial costumo guardar as "casquinhas"para outras receitas, como este suco.
Ah! No dia seguinte fiz o suco sem o mel e ficou bom também.





Leite de gergelim

Este leite pode ser feito com a semente de gergelim germinada ou não.
Se você ainda não sabe como germinar um gergelim confira aqui.

1/2 xícara de semente de gergelim com a pele, germinado ou cru
2 xícaras de água pura, aproximadamente
1 pitadinha de sal

1. Lave as sementes e deixe de molho por 1 noite, se o seu gergelim esta germinado pule esta etapa.
2. Pela manhã escorra, coloque no liqüidificador com a água e o sal. Triture até ficar cremoso.
3. Em um saquinho de voal, linho ou algodão coe seu leite, espremendo bem com as mãos, para um recipiente fundo.
4. Utilize o leite ou guarde por 2-3 dias na geladeira.
5. Reserve a polpa para outro preparo. Já experimentei colocar no pão de fermentação natural, farofa e massa de torta, o gergelim dá um toque amargo bem bom na receita.

Tuesday, May 12, 2015

Cozinhando para o Repórter Eco

.o blog na tv.

No último domingo o blog apareceu no Repórter Eco e fiz algumas receitas bem fáceis, 2 são do novo livro. Você pode conferir a matéria aqui.
Agradeço aos amigos Valéria e Pierre que cederam a aconchegante cozinha.

Na receita vai a farinha de copioba, que acabei conhecendo na Bahia, é uma farinha bem fininha, maravilhosa, e fica ótima em preparos como este.
Foi no burguer de couve-flor que usei a farinha, olha ela ali:




Burguer de couve-flor e mandioqunha

1 couve flor ralada
400g mandioquinha cozida e amassada
1 dente de alho amassado
1 colher de chá de cúrcuma em pó ou 1 cm de cúrcuma fresca ralada
Salsinha fresca picada
Farinha de mandioca (gosto de usar a fina)
Puxuri ralado a gosto
1 pitada de pimenta baniwa
Sal

1. Misture a couve flor com a mandioquinha, o alho e os temperos, acerte a liga com a farinha de mandioca até atingir consistência moldável.
2. Doure no óleo de coco e siva.






Saturday, May 9, 2015

Aula de cozinha na feira de orgânicos de Porto Alegre


.sem palavras.

Quando recebi o convite da Denise para dar aula na feirinha agroecológica de Porto Alegre fiquei tri contente. Acredito que a feira será uma boa forma de conhecer não só a cidade mas a oferta de alimentos ecológicos da região.

Serão duas oficinas no dia 30 de maio, uma de manhã e outra a tarde. É possível fazer só uma ou as duas.



Cozinha criativa - 9:30
O tema central desta oficina será "elaboração de cardápio x cozinha vegetariana", onde o cardápio é elaborado em aula com os alunos e em seguida preparamos receitas. Esta aula é direcionada para aqueles que já cozinham e estão reduzindo a carne do cardápio mas ainda sentem dúvidas em relação a combinação dos ingredientes e também para quem já é vegetariano mas sente dificuldade em criar cardápios mais elaborados, saborosos e atrativos. É uma oficina interessante onde acaba sendo uma soma dos alimentos disponíveis e de todos os presentes. É sempre um desafio, no final compartilhamos tudo que foi preparado.




Naturalmente doce - 14:00
Nesta oficina serão elaborados docinhos e mimos  que levam diferentes tipos de ingredientes doces como açúcar de coco, frutas frescas, frutas secas e mel.

• Docinhos vivos*
• Docinho de amaranto
• Frutas da época em infusão*
• Torta crua*
• Barrinha de frutas*
• Bolo de niver*

*vegan

A Feira da cultura ecológica Menino Deus já tem mais de 20 anos e começa às 7:00, as oficinas são a partir das 9:30, ou seja, para quem não conhece e for participar da aula é legal chegar antes para conhecer.

Nos dias de feira o Sr. Anselmo prepara uma deliciosa sopa vegana para os produtores e visitantes, fica a dica!

$ o valor de cada aula é 100,00 e quem faz as duas tem desconto.
Local: Feira da Cultura Ecológica Menino Deus
Reservas: agroecologicameninodeus@gmail.com

Friday, May 8, 2015

Amaranto pipoca


 .diversão garantida.

.as menores pipocas já vistas.

Coisa divertida de fazer, garanto, aprendi no processo de desenvolvimento do novo livro que leva como tema esta sementinha maravilhosa.


Deve existir 1000 formas de preparar a pipoca, principalmente em grandes quantidades, mas esta aqui é uma forma caseira e que funciona. Se acaso souber de outra por favor compartilhe!

Para fazer a pipoca é super simples e você precisa basicamente da sementinha e não o flocos, certo?

A segunda coisa que você vai precisar é uma panela de fundo grosso e funda, afinal a sementinha vai começar a estalar e pular, é muito divertido. Eu uso uma de inox.

O primeiro passo é aquecer tua panela. Se o seu fogão for um convencional caseiro deve levar cerca de 5 minutos, chamas mais fortes vão aquecer muito mais rápido, óbvio. Enquanto isso pegue mais 2 coisinhas que vamos usar: um pote  (evite plástico) e um pano de prato limpo e seco.

Assim que a panela ficar bem quente espalhe 1 punhado de amaranto, aproximadamente de 1 a 2 colheres de sopa, e tampe com o pano de prato para não voar sementes pelo fogão, é muito rápido em menos de 10 segundos as sementinhas estão pipocadas. É só despejar a pipoca no pote e repetir o processo com o restante das sementes. Não tem erro, se a pipoca demorar para estourar é porque a panela não esta quente o suficiente. Preste atenção com os seguintes pontos, para evitar acidentes:

• Na hora de cobrir a panela com o guardanapo de pano aproveite e forme uma espécie de proteção para as mãos para segurar as alças da panela, as vezes é necessário fazer alguns movimentos circulares e a panela vai estar muito quente. Nunca tentei com a tampa pois sinto que não dá tempo, você tem que ver pela fresta do pano como esta lá dentro e já despejar, queima muito rápido, é bem impressionante. Adrenalina.

• Tome cuidado para o pano não atingir a chama e causar um acidente.

O amaranto pipoca veio parar aqui por conta do lote da Granola Tropical que leva amaranto pipoca. Como a granola é vendida com a receita e o procedimento é desconhecido para muitos resolvi detalhar minha experiência aqui no blog mesmo, desta forma as pessoas podem reproduzir em casa.


[aguardem as próximas granolas]