Friday, March 6, 2015

O fermento químico é transgênico! E agora?

.pobre bolo.

O fermento químico tem a função de fazer teu bolo crescer e ficar mais fofinho, além de deixar teus biscoitinhos mais aerados. Em algumas receitas é possível substituir simplesmente por bicarbonato  e outras somente usar clara em neve, como no pão de ló, mas algumas pedem uma ajudinha maior. Se você não come bolos, ótimo, já pode parar de ler, rs.



O fato é que tá tudo liberado.
Infelizmente o governo permite o uso de transgênicos na produção agrícola do país, veja esta entrevista,  e o consumidor que quer evitar o consumo tem o dever de ler os rótulos e deixar de comer aquele bolo na casa da tia, principalmente o de fubá. A grande maioria dos produtos derivados do milho são transgênicos, observe este símbolo nos rótulos brasileiros que alegam o uso de OGM:



Os fermentos químicos, usados para bolo, são quase todos transgênicos no Brasil. Dr. Oetker, Fleshman, Royal e Dona Benta. Mas porque? Pois  a composição usa amido de milho transgênico.

O ano passado comprei durante uma viagem este fermento:





É orgânico e em sua composição levam 3 ingredientes: suco de uva concentrado (cremor de tártaro), amido de milho orgânico e bicarbonato de sódio. É simples.

Por aqui nenhuma empresa decidiu fabricar, mas se você gosta de fazer bolos não se preocupe! É possível preparar o próprio fermento em casa e é muito muito fácil e barato, basta misturar:

2 partes de cremor de tártaro
1 parte de bicarbonato de sódio
1 parte de amido (pode ser de milho não trangênico, polvilho doce, fécula de batata...)

Misture bem, guarde em um potinho de vidro e use normalmente.

Atenção! Se você for misturar e usar na hora não precisa o polvilho. O amido é só para evitar que a umidade prejudique o fermento enquanto estiver guardado.

O cremor de tártaro você encontra em lojas de confeitaria, não fique com medo do nome, ele é apenas um subproduto que sobra do mosto da uva durante a produção de vinho. Legal né?

Quando usei este fermento da foto pela primeira vez preparei um bolo para levar na casa dos amigos Huan e Maria. Fazia um tempo que uma farinha de castanha portuguesa se acomodava na cozinha, estava ali aguardando seu Grande dia.

Fiz um bolo de castanha portuguesa e só, um pão de ló fofinho que não levou trigo, mas somente a farinha de castanha.


Esta farinha minha mãe trouxe da última vez que ela esteve em Haute de Provence, região onde acontece a colheita da lavanda, oh yes! A farinha estava aromatizada naturalmente com lavandas. O bolo ficou divino e bem docinho, afinal a castanha é doce e eu ainda usei mascavo.

























Já adianto que é um bolo doce, uma pequena fatia já satisfaz, é fofo demais.
A fórmula dele é extremamente simples:

Bolo de castanha portuguesa
.sem glúten.

150g farinha de castanha portuguesa
5 un ovo caipira de verdade
1 1/2 xícara de mascavo
1 colher de chá de fermento

1. Aqueça o forno a 180 graus. Bata o mascavo com os ovos na batedeira, usando o globo, até ficar bem fofo.
2. Com uma espátula tipo pão duro incorpore a farinha e o fermento aos poucos, mexendo delicadamente para não perder a aeração.
3. Coloque em forma untada e asse até dourar ou um palitinho sair limpo.
4. Coloque a cobertura de sua preferência.

11 comments:

thatiana Bandeira said...

Estou adorando o blog! Eu gostaria de saber se esses milhos de espigas também são transgenicos?

Olivia Pezzin said...

Não são, veja no canal do campo a mesa

Rita Taraborelli said...

Oi Thatiana! Então, na minha visão é sempre bom saber de quem esta comprando, melhor na feira onde existe a possibilidade de conversa com o produtor. E se for sem agrotóxico melhor ainda né? Se não puder plantar procure se iformar, sempre.
bj

Rita

Pips said...

gente, mais de 80% do milho cultivado no brasil é transgênico....os de espiga também....pra saber, só comprando de quem produz....compra da agricultura ecológica!

thatiana Bandeira said...

Consegui um fornecedor que planta Organico e a semente não é transgênica, mas é raro!

Eliane Reginaldo Reginaldo said...
This comment has been removed by the author.
Eliane Reginaldo Reginaldo said...

Eu faço bolo com bicarbonato de sódio (1/2 colher de sopa) + 1 colher de sopa de limão ou vinagre. Fica ótimo.

Rita said...

Oi Eliane, agradeço a dica! Também faço desta maneira, principalmente quando o bolo não leva ovos, como o bolo d cacau vegan que esta aqui no blog ;)

Bjs RT

Vanessa Grenci said...

O fermento da yoki n é. Ele é feiro de fécula de mandioca

Vanessa Grenci said...

O fermento da yoki n é. Ele é feiro de fécula de mandioca

Anonymous said...

Não estou encontrando o fermento da Yoki para comprar, entrei em contato com o fornecedor, esperar uma resposta, só uso ele! :)
Enquanto isso vou usar o Bicarbonato de sódio!
Adorando o blog!