Monday, December 23, 2013

Sugestão de ceia vegetariana para o Natal

.neve x leve.

*ilustra feita para a revista bons fluídos, 2011

Algumas pessoas me pediram uma sugestão de prato principal para uma ceia vegetariana, então to mandando!

Na verdade costumo fazer algo que incorpora o cardápio pois toda minha família come carne. O ano passado foi uma torta de espinafre com nozes e ela acabou rápido, até os carnívoros atacaram.
Mas se a sua família já tem mais adeptos vale fazer algo mais leve e fugir do tradicional peru.

Segue abaixo uma sugestão de cardápio para uma ceia vegetariana saborosa e mais leve, pois estamos no Brasil e não na neve!

O cardápio é quase todo vegan, tirando uma sobremesa. Ah! São todas receitas aqui do blog mesmo, um apanhado.

Entrada

Chapati
Guacamole
Caviar de tomate
Salada verde com molho de maracujá melado

Principal

Pupunha a moda baiana
Tomates recheados com quinoa e manjericão
Erva doce assada
Arroz jasmim


Sobremesa

Frutas ao creme de lavanda
Gelatina Mosaico *opção vegan

Drink


Água aromatizada levemente picante

2 litros de água
1 pimenta dedo de moça
1 ramo de hortelã
3 rodelas de limão

Retire as sementes da pimenta e faça 4 cortes em sua base, formando uma "flor". Coloque tudo dentro de uma jarra e sirva.



Tuesday, December 17, 2013

O blog agora tem post!

.e retângulos.
Agora o blog tem uma página no facebook, clique no desenho e confira!
Ficou mais fácil saber quando tem receita nova!

Aproveito o aviso para te contar uma receita de barrinha, que é sem açúcar  e adoçada somente com frutas. Usei ameixa e uva passa mas você pode usar qual quiser ;)

Retângulos de granola

1 xícara de gergelim sem pele
1 xícara de semente de girassol
1 xícara de aveia em flocos
1 xícara de purê de ameixa*
1 xícara de uva passa (usei preta e dourada)
2 colheres de sopa de chia
50 ml de água
zest de laranja
2 cm gengibre ralado
1 pitada de cardamomo em pó
1 colher de sopa de óleo de coco

*Para fazer o purê de ameixa processe ameixa desidratada sem caroço no processados até formar um creme.


1.Misture a chia com a água e deixe descansar por 15 minutos. Pré-aqueça o forno a 180 graus Cº.
2. Triture a ameixa até ficar uma pasta, misture com os demais ingredientes e forme uma massa consistente. Se ficar muito grudenta adicione mais aveia e coco.
3. Forre uma forma retangular com papel manteiga, unte e distribua a massa. alise bem a superfície e “prense" a massa usando uma forma menor. Leve ao forno e asse por aproximadamente 20 minutos.
4. Espere esfriar e desenforme em uma superfície de madeira ou pedra, com uma espátula ou faca afiada corte as barrinha em retângulos do tamanho que desejar.
5. Guarde as barrinhas em pote de vidro fechado.



Friday, December 13, 2013

Granola de coco ao melado

.feita na sua casa.




Uma loucura por cima do abacaxi e do açaí!
Miam.

A receita
#sem glúten
#sem lactose
#vegan

Ingredientes

1 xícara de coco fresco ralado
1 xícara de flocos de amaranto
2 colheres de sopa de amêndoa de cacau em pedacinhos* (não vale moído)
1/3 xícara de castanha do pará picada rusticamente
1/2 xícara de ameixa sem caroço picada
suco de 1 limão rosa
3 colheres de sopa de oléo de coco virgem
3 colheres de sopa de melado de cana
*nibs

Preparo:
1. Aqueça o forno a 180 graus.
2. Em uma assadeira derreta o óleo de coco com o melado, adicione os demais ingredientes (menos a ameixa) e mexa bem. Leve ao forno  até dourar, preste atenção para não queimar e grudar o preparo, o amaranto gosta de grudar e o coco de queimar,  por isso mexa várias vezes. 
3. Assim que a granola ficar bem dourada retire do forno e acrescente a ameixa, mexa bem e deixe esfriar por completo.
4. Guarde em recipiente de vidro.









Thursday, December 12, 2013

Smoothie bege


.da série delícias de um liquidificador.





Pela manhã meu corpo pede paladar doce!

Esta fórmula me pareceu estranha enquanto estava fazendo, fiquei lembrando eu colhendo nozes no mediterrâneo e ao mesmo tempo imaginando alguém procurando maca nos Andes. Mas apesar da confusão mental ficou MUITO gostosa! A maca realmente combina com nozes e banana.
Faça o leite de nozes como o de castanha deste post aqui

#Pra quem não sabe o que é smoothie#


Smoothie bege

2 copos

1 xícara de leite de nozes
1 colher de sopa de chia
3/4 xícara de água
5 unidades de ameixa seca sem caroço
1 banana madura
1 colher de sobremesa de mel (opcional)*
1 colher de chá de maca em pó
1 colher de cafe de canela

1. Coloque a chia e a ameixa em uma xícara e cubra com a água, cubra com um pires e deixe hidratando por 1 noite.
2. Pela manha bata todos os ingredientes no liqüidificador e sirva!

*Para a versão vegan da receita troque o mel por melado.

Thursday, December 5, 2013

Um muesli personalizado


.pela manhã na casa dos amigos.




Preparo criado por Maximilian Bircher-Benner, um médico suíço, que também curava seus pacientes através da alimentação natural. Por volta de 1900 Benner desenvolveu a receita do muesli em sua clínica e a receita levou o nome de Bircher muesli, tem como base aveia demolhada, maçã verde, limão e outros ingredientes.
Hoje em dia o muesli pode ser feito de acordo com o teu gosto, o principal é deixar ele de molho na véspera e finalizar com as frutas frescas antes de servir.
Este aqui da foto foi feito com flocos de quinoa e amaranto em sua base.

No livro Comidinhas Vegetarianas passo a receita do tradicional e também com as possibilidades, pois a idéia é você montar o teu, personalizado.

Lá vai a receita de hoje:

*sem glúten

2 porções

3 colheres de sopa de amaranto em flocos
3 colheres de sopa de quinoa em flocos
1 colher de sopa de chia
1 limão
4 unidades de castanha do Pará
4 colheres de sopa de frutas desidratadas (usei goji, cranberries e ameixa)
2 bananas bem maduras
canela em pó a gosto
Mel (se quiser + doce)
Água ou suco de maçã

1. Na véspera pegue uma cumbuca e coloque os flocos, as castanhas e as frutinhas desidratadas, misture e cubra com água ou suco de maçã  até ficar 1 dedo de água sobrando, os ingredientes vão absorver este líquido! Deixe descansar por 1 noite.
2. Pela manhã adicione o suco do limão (tem gente que gosta de colocar junto com a água), a banana amassada e misture bem. Sirva e finalize com a canela e o mel se desejar!

ps: se você tem limão siciliano fica ótimo, pode por um inteiro por porção pois ele não é tão ácido e tem um sabor delicioso!

Tuesday, December 3, 2013

Quinoa marinada II

.para receber quem você mais gosta.




Uma delícia no dia seguinte! Usei flor de sal para temperar e ficou bem bom! Miam!
Passo a receita cozinhando o cará, o inhame  e a batata em separado pois na verdade eu já tinha estes ingredientes cozidos, mas se você já dança bem na cozinha aproveite para cozinhar junto com a quinoa, mas lembre-se, tudo deve ficar al dente!
Esta é a segunda quinoa marinada do blog, a outra esta aqui!

Receita, lá vai:

1 xícara de quinoa
1 colher de chá de cúrcuma em pó
1 cará 
2 inhames
1 batata doce
1 ramo de cebolinha com raiz picada
1 ramo de orégamo fresco da horta (ou da feira)
1 pimenta dedo de moça sem as sementes
Suco de 1 limão (usei siciliano)
Azeite de Oliva extra virgem a gosto
sal a gosto

*tomatinhos para acompanhar

1. Lave bem a quinoa (em uma peneira) para retirar toda a saponina, cozinhe em água com a cúrcuma e sem sal. Desligue o fogo assim que finalizar o cozimento e adicione a raiz da cebolinha, mexa bem, escorra e reserve.
2. Descasque e cozinhe o inhame, o cará e a batata doce. Não deixe ficar mole, deve ficar cozido e firme, esfrie e corte em cubos.
3. Misture a quinoa com os demais ingredientes. Ajuste o sal conforme teu paladar e deixe marinar por algumas horas, sirva.

Pode ser servida como um acompanhamento ou salada. 



Tuesday, November 26, 2013

Néctar amarelo

.da série delícias de um liquidificador.






E quem disse que coisa boa é difícil de fazer?
Se não tiver manga use banana, goiaba ou mamão!

(1 copo grande)

1 manga madura 
3 cardamomos
1 colher de sopa de chia

1. Descasque e fatie a manga.
2. Coloque tudo no liquidificador e processe até consistência cremosa.
3. Sirva.

Sugestão de uso: vitamina no café da manhã ou como sobremesa para finalizar um delicioso pudim de arroz...

Ele tem amar no nome!





Milk Shake de manga

Utilize a manga fatiada e congelada seguindo os mesmos passos da receita do néctar.


Sunday, November 17, 2013

Salada morna de kaniwa




Já ouviu falar na kaniwa?

Ela é parente da quinoa! Sim, menorzinha que a prima tem um sabor  terroso e delicioso.
Para preparar não tem nada de diferente, cozinhe ou germine como a quinoa e divirta-se!


A receita
(estava perdida em um caderninho de anotações) 

A salada que vou contar foi feita no meio do ano passado em São Francisco Xavier em um almoço com a Maly Caran. Aquele dia cada uma fez um prato, foi muito bom.

Salada morna de Kaniwa
(2 porções)

1/2 xícara de kaniwa
1 cenoura em cubos
1 tomate maduro em cubos
1/2 cebola roxa em cubos
Nirá fresco picado a gosto
Salsinha picada a gosto
Azeite de Oliva extra virgem a gosto
Sal
Pimenta

1. Cozinhe a kaniwa como arroz. Assim que finalizar o cozimento adicione a cenoura e a cebola, tampe por 30 segundos.
2. Destampe a panela, adicione os demais ingredientes, mexa bem, tempere e sirva.

No jardim dela tinha nirá fresquinha, mas você pode encontrar fácil em uma feira na banca do japonês!


Wednesday, November 13, 2013

bolo tropical

.para um dia especial.

Foi niver dela.
O bolo ficou saboroso, sofisticado, leve e simples ao olhar. 
Não teve grandes montagens e recheios. Era só o bolo com a cobertura, uma flor natural (usei uma dália vermelha) e pronto.
A leveza foi culpa do óleo de coco, a sofisticação veio do Frangélico (licor) e o sabor por conta dos ingredientes dos trópicos: coco, cacau, café e cana (açúcar).
É possível, sempre, fazer substituições. Esta é uma sugestão que deu certo, então não deixe de fazer se não tiver o licor em casa. Substitua, se for o caso, a bebida por aguardente de cana, licor de café ou até mesmo um suco de laranja espremida na hora.
Para meu amigo que pediu a receita e não gosta de café: não desista! o café  vem como um tempero, mas se preferir troque por suco de laranja com suas raspas, combina também.

Foi muito engraçado pois o bolo sumiu.
Para um niver descontraído, segue a receita:

Bolo tropical de cacau, café e coco

200 g óleo de coco em temperatura ambiente
100 g açúcar demerara
100 g açúcar mascavo
6 ovos caipiras
400 g farinha de trigo orgânica
2 colheres de sobremesa de fermento royal
3 colheres de sopa de cacau de boa qualidade
1/3 colher de café de sal
80 ml de café
60 ml licor frangélico

1. Prepare o café e deixe esfriar.
2. Peneire a farinha, o fermento, o sal e o cacau, reserve. Aqueça o forno a 180 C.
3. Coloque na batedeira o óleo de coco e os açúcares, bata até ficar homogêneo. Em seguida adicione os ovos, 1 a 1, batendo até incorporar. Por último adicione o café e o licor.
4. Adicione os secos em 2 etapas e misture bem, a massa deve ficar lisa e brilhante.
5. Despeje a massa em uma forma untada e asse em forno pré aquecido por 35 minutos ou até um palitinho sair limpo.

Cobertura

1/2 xícara de açúcar mascavo
4 colheres de sopa de cacau em pó de boa qualidade
2 colheres de sopa de óleo de coco
1 xícara de água ou leite de coco
1 colher de sopa de maizena ou farinha de amaranto
2 xícaras de coco fresco ralado
1/2 xícara de Mel

1. Coloque os 3 primeiros ingredientes em uma panela pequena. Acenda o fogo, misture a maizena com a água e adicione ao preparo, mexa bem. Assim que ferver abaixe o fogo e cozinhe por 5 minutos ou até atingir consistência desejada. Se necessário adicione mais água.

2. Espere esfriar e adicione o coco e o mel, mexa bem e cubra o bolo.

Tuesday, November 5, 2013

Chapati

.um pão fácil de fazer.





Em uma cozinha eu li, sem ninguém ver, um rótulo de pão.
Pasmem! Não conhecia metade dos ingredientes.

Sem pensar aprontei um chapati. Fácil, rápido e uma delícia quentinho!

Os discos de massa podem ser jogados diretamente na chama,  yep! Mas pelas casas, no dia a dia, gosto de usar uma chapa de ferro pois assim o fogão não fica tão sujo!

Este é um pão que não leva fermento e pode ser feito com farinha branca, mesclado com farinha integral ou 100% integral. Todos os estilos funcionam, a regra é encontrar a harmonia ideal entre farinha, água e a sua vontade de fazer.

Esta receita é sem medida, ui! Uma boa oportunidade para aprender esta técnica maravilhosa que é o "olho" da cozinha.

O processo é simples e divertido, observe:

Ingredientes

Farinha de sua preferência (branca e/ou integral) - existem farinhas orgânicas razoáveis por aqui!
Sal de sua preferência (grosso, marinho, himalaia, celta, hawaiano...)
Água

Manteiga, azeite de oliva extra virgem ou ghee para finalizar

1. Coloque  uma quantidade de farinha em uma bacia e misture com o sal.
2. Acrescente "a olho" uma quantidade de água que seja menor que a quantidade de farinha, algo como a metade. Treine seu olho, não se preocupe! Misture bem com uma mão (deixe a outra limpa, você vai precisar) até formar uma massa macia.

Regra básica: se ficar muito úmida adicione mais farinha aos poucos, ou se ficar muito seca adicione mais água pouco a pouco.
Eu particularmente acho mais fácil deixar a massa mais úmida e se for o caso acrescento mais farinha.

3. Não precisa sovar muito, deixe a massa descansar de 15 a 50 minutos se for possível. As vezes tenho pressa e não espero, funciona também.
4. Forme bolinhas com a massa e abra em uma superfície polvilhada com farinha, use um rolo ou uma garrafa de vidro vazia para abrir.
5. Aqueça uma chapa de ferro até ficar MUITO quente, não passe nada nela. Coloque um chapati e aguarde até ele dourar, vire e doure o outro lado. Repita o processo com todos  sirva com a gordura de sua preferência.


Outras variações de chapati:

Pão chapado com gergelim
Pão chapado com záhtar

Tuesday, October 29, 2013

Docinho de coco da Julia

.com ameixa, cacau e mel.

Resquícios do lançamento dos livrinhos infantis "Julia e Coió" e Rita distraída" último domingo.

Um docinho bem fácil de fazer! Não vai ao fogo, não leva açúcar e os pequenos podem ajudar a enrolar!!!!


2 xícaras de ameixa seca sem caroço
1 xícara de coco ralado
2 colheres de sopa de cacau em pó
1 colher de sopa de óleo de coco
Mel a gosto
1/2 xícara de coco ralado para finalizar

1. Com uma faca afiada pique a ameixa bem fininho, ou se preferir passe por um moedor.
2. Misture todo os ingredientes até formar uma massa consistente.
3. Unte as mãos com o óleo, forme bolinhas e passe pelo coco.
4. Servir.

Dura alguns dias na geladeira.

Wednesday, October 23, 2013

Suco roxo escuro II

.da série delícias de um liquidificador.
Esta receita é extremamente parecida com a fórmula anterior. Na verdade é como rotina, parece sempre igual mas no fundo é diferente, sabe?!
Aliás, bem diferente. Veja bem, mudou o líquido, a semente e agora tem um pózinho especial.


Vitamina de  açaí n.2

1 copo grande

100g açaí in natura
100 ml suco de uva integral
50 ml água
1 colher de sopa de semente de linhaça
1 banana madura
1/2 colher de chá de guaraná em pó

Mel a gosto (opcional)

1 copo grande


1. Deixe a linhaça de molho na água por no mínimo 3 horas ou 1 noite. Este passo é opcional,  mas fica mais melhor de bom.
2. Coloque tudo no liquidificador e processe até ficar cremoso.
3. Sirva!

Tuesday, October 22, 2013

Suco roxo escuro

.da série delícias de um liquidificador.



oV
Uma receita prática para inspirar teu café da manhã! Você pode substituir a água por suco de laranja se preferir, eu prefiro com água.


Vitamina de açaí


1 copo grande

100g açaí in natura (puro sem xarope)
1 banana madura
100 ml agua 
1 colher de sobremesa de chia

1 colher de sobremesa de mel

1. Deixe a chia de molho na água por 10 minutos. Este passo é opcional, caso esteja com pressa, mas fica mais cremosinho. Miam miam.
2. Coloque tudo no liquidificador e processe até ficar cremoso.
3. Sirva!

Thursday, October 17, 2013

Viva o pão!

.viva!.

Na Itália o pão era feito 1 vez na semana, aos sabados, e durava 7 dias. Segundo o livro infantil "Fame di pane", da editora Slow Food, cada família levava teu pão para assar em um forno a lenha que era comunitário. O turno tinha que ser preciso, ou seja, o primeiro da fila em uma semana passava a ser o segundo  na seguinte e por aí em diante, como uma roda. As receitas eram diversas e cada família tinha seu formato ou corte, assim não confundia!

Angioletta Locatelli, nascida em 1917, arremata seu relato no livro dizendo que "a impastare si impara, non si nasce gia capaci. Ma poi e come respirare, ti dimentichi come si fa solo dopo che sei morta."

<atenção para a  tradução rústica>:

"Você aprende a amassar o pão, não nasce sabendo. Depois que aprende é como respirar, você só vai esquecer quando morrer."


Alimentar é compartilhar, também. 

Um  alimento antigo presente em diversas culturas, é o próprio símbolo da partilha. 
Partir o pão é compartilhar, não é a toa que a pizza, símbolo de uma reunião, tem sua origem em um pão.

E parece que hoje é o dia dele, ou melhor, de todos eles! 
Se usar uma farinha de qualidade e uma boa fermentação o resultado vai ser um sucesso.
Segue uma receita para você experimentar fazer e se tudo der certo compartilhar.




Pão viva!

Esponja
300 g farinha de trigo integral orgânica
200 ml água
1/2 colher de café de fermento biológico granulado

Massa

400 g farinha de trigo integral orgânica
500 g farinha de trigo orgânica
1/2 colher de sobremesa de sal marinho
1 colher de sopa de melado de cana
5 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem ou manteiga
3 colheres de sopa de maca em pó (opcional)
4 colheres de farinha de chia recém-triturada
1 colher de sopa de fermento biológico granulado
600 ml água

1. Misture os ingredientes da esponja e deixe fermentar por 12 horas em temperatura ambiente.
2. Misture os demais ingredientes na esponja e sove bem até formar uma massa lisa, macia e elástica, se necessário adicione mais água. Forme uma bola, polvilhe farinha e deixe fermentar por 1 hora.
3. Molde os pães  como preferir e deixe fermentar por mais 2 horas ou até dobrar de volume.
4. Asse em forno aquecido a 190 graus por 20-30 minutos, se possível adicione vapor no meio do cozimento para um melhor resultado.



( Em breve uma receita com o fermento feito da própria farinha)

Tuesday, October 15, 2013

lentilha germinada temperada


.lentilhas orgânicas.


Esta lentilha foi presente de um italiano que cultiva na Itália, foi germinada e logo em seguida temperada. É uma receita bem simples se você já sabe germinar, mas se não será uma boa oportunidade para aprender!

Receita

1 xícara cheia de lentilha germinada*
Azeite de Oliva extra virgem a gosto
Salsinha fresca picada
1 dente de alho amassado
1 limão caipira
Sal de sua preferência a gosto

Misture tudo e deixe a lentilha marinar por no mínimo 1 hora com os temperos.
Você pode optar por retirar a pele da lentilha se quiser. Neste preparo deixamos, pois esta lentilha é tão pequenina e a pele não é tão fibrosa.**

* Como germinar a lentilha!

1/ 2 xícara de lentilha (se possível de cultivo ecológico)
Água

1 vidro + tule + elástico
ou
1 saquinho feito de voal (tenho preferido esta opção)

1. Lave bem a lentilha e em seguida deixe-a de molho em um vidro por 6-8 horas, evite usar utensílios de plástico.
2. Cubra o vidro com tule e prenda com o elástico, escorra toda a água, enxágüe e disponha o vidro sobre um escorredor em posição vertical. As lentilhas devem ficar úmidas e respirando, não pode ter água parada ou faltar oxigênio, pois pode prejudicar o resultado final.
3. Enxague a lentilha cerca de 3 vezes ao dia, se onde você morar for muito quente e tropical (delícia) experimente lavar mais vezes.
4. Continue neste processo até uma pontinha aparecer de dentro da lentilha, é bem fofo, você vai ver. Já germinou, algumas levam 1 dia outras 2, depende muito da qualidade, esta aqui germinou rapidinho, uma belezinha. Aí é só usar temperada, sobre saladas ou como preferir.

**Como retirar a pele da lentilha!

1. Coloque a lentilha, já germinada, em uma bacia cheia de água.
2. Comece esfregando as lentilhas entre suas mãos, em seguida faça um redemoinho com a água e despeje sobre uma peneira, descarte  as peles e repita o processo até obter o resultado desejado. Você pode ir reciclando a água vertendo a água sobre outra bacia.

É sempre bom lembrar que as receitas são "guias" para orientar quem não sabe cozinhar e inspirar quem já sabe, você pode e deve sempre fazer do seu jeitinho, pois assim é mais legal cozinhar!





Tuesday, October 8, 2013

A última receita.com

.Ai, ai, ai.


Por motivos maiores e menores  estamos em mudança.
Segue a última receita.com

Pão com linhaça


450g farinha de trigo integral orgânica
350g Farinha de trigo orgânica
1/3 xícara de linhaça hidratada*
10g fermento fresco
2 Colheres açúcar mascavo
2 Colheres azeite de Oliva Extra Virgem
1/2 colher de sal marinho, do himalaia ou de sua preferência
400 ml de água

1. Dissolva o fermento na água, acrescente 2 colheres de farinha e deixe descansar por 15 minutos ou até que formem bolhas na superfície.
2. Misture  tudo e sove por 10 minutos. Amasse em superfície lisa e polvilhada com farinha, a massa deve ficar macia e elástica.
3. Forme uma bola, polvilhe farinha e cubra com um pano, deixe dobrar de volume em local arejado. Pode levar algumas horas...
4. Abaixe a massa pressionando com as mãos para retirar todo ar, em seguida amasse e modele uma bola. Divida a massa pela metade e molde dois pães, disponha sobre forma polvilhada com farinha e deixe dobrar de volume novamente. Polvilhe farinha com ajuda de uma peneira e asse por 30-40 minutos em forno pré-aquecido a 200 graus.

*Deixe a linhaça de molho por  1 noite em 1/2 xícara de água filtrada.


**Se a massa ficar muito úmida e molhada adicione farinha aos poucos, enquanto sova.