Thursday, December 9, 2010

Primavera

.supérflua.

Hoje fui fisgada por uma feira no meio do caminho.
Barracas, pessoas e a comunicação livre.
Foi meio luxo, sou conscientemente uma consumista na feira pois adoro os supérfluos.
Já dizia o poeta Oscar Wilde alguma coisa entre o essesncial e o supérfluo, não?

Supérfluos:
Coco verde
Banana nanica
Vagem

Supérfluos efêmeros:
Rosas cor de rosa
Rosas brancas

Supérfluos luxo:
Aspargos
Gengibre fresco
Flor de gengibre

O senhor japa me explicou olhando bem para os meus olhos que esta flor só dá nesta época do ano, na primavera. Agora.
Flor de gengibre marinada

- 1 boa porção de Flor de gengibre
- Azeite de Oliva extra virgem a gosto
- suco de 1 limão
- Muitas folhas de manjericão
- Sal do Himalaia
- Pimenta do Reino a gosto

Lave bem as flores e pique em rodelinhas, misture com os demais ingredientes e deixe marinar por no mínimo 1 horas. Mas deve ficar uma delícia o dia seguinte, e só vou saber isto amanhã porque esta flor é tão fresca como esta receita que nem do forno saiu.

Monday, December 6, 2010

Risoto de cevadinha ao leite de coco



Tive um final de semana ótimo com a amiga.
Receitas de beleza, cozinha, brincadeiras de bordar, desenhar, blá blá blá, bicicleta, bikini, planos, viagens, praia... a gente se sente bem fazendo coisas de menina, sabia?
Por isso te passo a receita compartilhada com a amiga...
Ah! A gente pediu a cebola para o vizinho!

Risoto de cevadinha com leite de coco

- 1 xícara de cevadinha em grãos
- 2 cenouras em cubinhos
- 1 batata doce em cubinhos
- 1 cebola em cubinhos
- 1/2 vidro de leite de coco
- 1 ramo de manjericão
- 1 ramo de alecrim
- 2 colheres de sopa de manteiga
- 1/2 xícara de shitake desidratado em fatias
- 1/2 taça de vinho branco
- 1 pimenta dedo de moça
- sal
- 1 litro de caldo de legumes

Preparo:
1. Deixe a cevadinha de molho em água de 6 a 8 horas.
2. Ferva 1 xícara de água e coloque sobre os cogumelos, tampe e deixe hidratar por 15 minutos, coe e reserve a água.
4. Pique a pimenta dedo de moça ao meio e raspe as sementes fora, corte em cubinhos.
3. Aqueça uma panela de fundo grosso, coloque uma colher de manteiga e doure a cebola com a pimenta e o manjericão por 5 minutos, acrescente a cevadinha, mexa e logo em seguida acrescente o vinho e deixe evaporar.
4. Assim que evaporar todo o vinho acrescente as cenoura, a batata doce, o shitake e a água que ele foi hidratado, mexa bem.
5. Assim que a água evaporar comece a adicionar caldo de legumes pouco a pouco, mexendo sempre.
6. Quando a cevadinha estiver quase cozida acrescente o leite de coco e continue acrescentando caldo e mexendo até que o grão fique bem macio.
7 Assim que estiver tudo bem cozido desligue o fogo, acerte o sal e acrescente mais uma colher manteiga, mexa e coloque o ramo de alecrim por cima, tampe e deixe descansar por 5 minutos, sirva em seguida.
Este é um prato principal e pode acompanhar folhas verdes.

Saturday, November 6, 2010

Papardelle de cacau


A casa de Rafaello é linda, toda de pedra e espaçosa têm 3 andares de comprido e hoje virou um museu.
A cozinha, um dos cômodos mais charmosos, é simples, não tem fogão e muito menos geladeira. Tem uma espécie de lareira aberta com uma barra de metal para pendurar panelinhas de ferro que parecem caldeirão.
Pura inspiração... fiquei pensando agora, geladeira é um quadrado tão feio, não acham?


Thursday, November 4, 2010

Lentilha rosa com batata doce e pupunha

.série receitas de panchakarma.



Cozidinho

1 xícara de lentilha rosa
1 batata doce em cubos
20 cm de pupunha fresco em cubos
1 alho poró pequeno em rodelinhas
1 colher de sobremesa de Garam Masala
1 colher de sobremesa de óleo de coco de qualidade
sal do himalaia
Água
Manjericão fresco picado

Refogue os secos  no óleo de coco e em seguida cubra com água quente, assim que ferver abaixe o fogo e cozinhe por 30 minutos. Amasse com  um garfo e pronto, agora é só ajustar o sal e finalizar com manjericão.
Sirva com arroz basmati. Tchau.

Thursday, October 28, 2010

Caldo de princesa mequetrefe

.Picante de abóbora com sálvia .



Tua abóbora não vira mais carruagem?
Pois então eu recomendo!
Não é feitiço, só um caldinho divertido.


(caneta nanquim com lápis de cor e canetinha)


Caldo de legumes n.03


Ingredientes:

3 gomos de abóbora moranga com casca e semente
parte verde de 1 alho poró
1 colher de chá cheia de curry picante
2 ramos de sálvia
1 ramo de tomilho
2 cenouras
1 folha de louro
1 rama grande de canela
1,5 litros de água (mais ou menos)
sal do himalaia a gosto

Preparo:
Coloca tudo na panela, cobre com água e cozinhar por 1 hora com a tampa semi aberta.
Coar e utilizar, coma a abóbora se quiser mas o gosto estará no caldo.
Sugestão: Você pode usar este caldo puro como entrada adicionando um fio de azeite ou usar na cocção de um risoto de abóbora... miam.

Wednesday, October 27, 2010

Caldo de legumes n.02

Uma receita ótima para um couscous marroquino, um risoto ou até mesmo uma sopinha.

A sugestão é a seguinte:

2 cenouras orgânicas
1 mandioquinha orgânica
Alho poró (parte verde)
1 colher de sopa de cominho em grão
1 colher de chá de coentro em grão
1 colher de chá de mostarda em grão
1 ramo de manjericão
1 caule de salsão com as folhas
1 colher de chá de grãos de pimenta do reino
(Ai meu Deus chega!)
1 colher de sobremesa de gengibre ralado
3 folhas de louro  (você ja viu uma árvore de louro?)
1 colher de chá de cúrcuma em pó
3 dentes de alho
2 litros de água (+ou-)

Preparo:

1. Coloque tudo em uma panela e ferva, abaixe o fogo e cozinhe por 1 hora. Pronto! Pode hidratar seu couscous e fazer sua sopa,

Tuesday, October 19, 2010

Sopa de batata baroa com tomilho e coco

.no friozinho carioca.

Era o que tinha geladeira dos Volmers!

Ingredientes

5 unidades de batata baroa (mandioquinha) em cubos
4 dentes de alho
2 abobrinhas em cubos
1 tomate em cubos
1 pimenta dedo de moça sem semente em cubos
5 ramos de tomilho
1 folha de louro
2 cravos
3 colheres de ghee
5 colheres sopa de coco ralado
sal
folhas de manjericão e tomilho para finalizar

1. Refogue tudo no ghee e em seguida cubra com água, assim que ferver  abaixe o fogo e cozinhe por 10 minutos.
2. Triture até virar um creme.
3. Sirva com azeite de oliva extra virgem e pimenta moída na hora.

Pronto!
Fácil, rápido e indolor.

Monday, October 11, 2010

Sopa de abóboras e pupunha

.porque eles combinam.

Olha só, esta sopa foi feita com chá!
Ahaaaam!
E finalizada com a noz moscada que estou apaixonada faz uns meses!
Facílima! Estamos na primavera mas faz friozinho em São Paulo... e nada melhor que sopa para receber os amigos que vão casar!

Segue:

Sopa de abóboras
(porque ela encontrou seu príncipe e não precisa mais da carruagens)

ingredientes:
- 1 abóbora paulista sem casca e semente em cubos
- 1 pedaço de abóbora pescoço em cubos
- 1 alho poró em rodelas
- 60 cm de palmito pupunha fresco em rodelas
- 1 colher de chá de cúrcuma
- 1 ramo de tomilho fresco
- 1 ramo de manjericão fresco
- Azeite de oliva suficiente para dourar
- 1 colher de sopa de massala chai (usei o incrível chá dos amigos)
- sal de sua preferênciA (eu usei do himalaia)
- Noz mozcada
e o principal:
- Água

Preparo:
1. Refogue o alho poró no azeite, enquanto isso ferva água suficiente para cobrir suas abóboras e infusione com o chá.
2. Acrescente as abóboras, a curcuma e o palmito na panela junto com as ervas e então cubra com o chá coado, levante fervura e adicione sal.
3. Cozinhe em fogo baixo com a tampa semi aberta por 20 minutos. Espere esfriar e triture no liquidificador ou amasse com um esmagador de batatas, adicione noz moscada e cozinhe mais um minutinho, acerte o sal e sirva.
Sirva com pãezinhos e molhinho de pimenta (a receita vêm na sequência em breve)

E eu sigo com minhas carruagens emprestadas...

Sunday, October 3, 2010

Aí vem a mudança...

Senhoras e senhores é com grande coragem que venho confessar uma certa vergonha de escrever aqui.
Hihih.
Bom, mas preciso registrar e contar estas novas receitas que estão por vir.



Estou experimentando o ayurveda, "a ciência da vida", um conhecimento milenar indiano de cura/saúde que encara o indíviduo como um todo. E segundo a médica devo evitar carboidratos e alimentos crus após as 15 horas. Vou evitar entrar em detalhes pois  seria ao invés de  post uma sessão de terapia, e o foco na verdade serão as receitas.
Inicialmente percebi que quase tudo que consumo de algum modo tem carboidrato ou é cru, por isso estou dentro de um desafio para as receitas noturnas.
A grande maioria tem carboidrato, mas alguns legumes e hortaliças tem menos.
Por exemplo acabei de descobrir que um inhame tem cerca de 27% carboidrato enquanto um chuchu tem 5,4%.

Hoje obtive sucesso, não estou me achando mas é que o feito  cumpriu a função de alimentar.

Sopa de legumes com temperos e queijo de cabra

1 cebola roxa em tiras finas
1 abobrinha italiana em cubinhos
1/2 chuchu em cubinhos
2 "árvores" de uma couve flor ralada no grosso
1 colher de sopa de manteiga, ghee ou azeite
1 colher de chá de curcúma em pó
1 pimenta jamaica
2 unidades de cravo da índia
1 raiz de cebolinha em fatias
1 colher de café de canela em pó
1 colher de café de pimenta calabresa (opcional)
sal do himalaia a gosto
Queijo de cabra do tipo boursin ou crottin
Azeite de Oliva extra virgem

Preparo:
1. Doure a cebola na gordura junto da cúrcuma, assim que a cebola ficar transparente adicione os demais temperos e mexa bem.
2. Adicione os demais ingredientes e então cubra com água quente, assim que ferver abaixe o fogo e cozinhe por 20 minutos.
3. Acerte o sal e sirva em um prato fundo, finalize com pedaços do queijo de cabra, azeite e se quiser mais: pimenta do reino (moída na hora).

Pronto!

Thursday, September 30, 2010

VeggieBurguer de Quinoa

.o hamburguer na tv.

.cadê?.

Receita do veggieburguer  que fiz para a mtv aqui.
Tem um vídeo demonstrativo no bloco 3, que mostra como moldar ele também.

Thursday, August 19, 2010

Pão de Psilio

O que seria um psilio? Haha. Também não sabia.
Na Itália a procura de linhaça a atendente (da herboristeria) disse que não tinha, mas que tinha psilio e que era parecido. E lembra mesmo, é um pouco menor, quase o mesmo formato e quando colocamos na água ela solta uma mucilagem também.
Fiz um pão hoje disso, um não vários por que vou distribuir, hihihi.
A mucilagem deixa o pão fofo!

Ingredientes:

2 xícaras de farinha integral
2 xícaras de farinha de centeio
4 xícara de farinha branca
1/3 xícara de psilio - deixar na água por 1 noite (ou pode ser linhaça)
1/2 xícara de coco ralado
1/2 xícara de aveia em flocos finos
2 colheres de sopa de semente de girassol
1 colher sobremesa rasa de sal marinho
1/2 pacotinho de fermento granulado
2 colheres de sopa de ghee ou manteiga
3 xícaras de água

Preparo:

Misture tudo e coloque a água por último, vá mexendo devagar em movimentos circulares até formar uma massa, vá amassando, se grudar muito nas mão acrescente mais farinha e vá em frente até formar uma massa bem macia. Faça então uma bola e deixe dobrar de volume. Abaixe a massa com as mãos e molde teus pães, dão 4 pães razoáveis ou 3 enormes. Deixe crescer de novo e asse em forno quente por 30-40 minutos.

Tuesday, August 17, 2010

Sopa de legumes

.picados.

Receita
3 porções

Ingredientes

1 cebola
1 inhame
1 batata doce
1 cenoura
1 porção de vagem
2 tomates
1 talo de brócolis com folha e tudo
1 folha de louro
1 colher de chá de cúrcuma
1 colher de chá de cominho em pó
1/2 colher de café de pimenta calabresa
Noz moscada a gosto
Sal a gosto
200 g de macarrão soba*

1. Leve 1,5lt de água em uma panela ao fogo. Enquanto isso pique todos os ingredientes, na ordem, em cubinhos, conforme for cortando vá jogando na água. Assim que ferver abaixe o fogo e deixe cozinhar. Quando acrescentar todos os ingredientes confira se a batata doce e o inhame estão cozidos e então adicione o macarrão, que geralmente cozinha em 5 minutos.

Sugestão: Como é uma sopa que não leva gordura no preparo, finalize com azeite ou queijo pecorino ralado.

*O macarrão soba é um macarrão japonês a base de trigo sarraceno encontrado em lojas de produtos do Japão.

Monday, August 16, 2010

Biscoitinho de granola

.surpresa.

Vou te passar a receita de biscoito que levei para a dentista de presente. Inclusive antes de entregar a surpresa conversamos sobre a cárie do confeiteiro, rsrs.

Biscoitinho de granola batuta


80 gramas óleo de coco ou manteiga
6 colheres de sopa de açúcar mascavo ou açúcar de coco
Bate na batedeira com a raquete e então adicione os demais ingredientes:
1 colher de café de gengibre em pó
1/2 colher de café de cardamomo em pó
1/2 colher de café de bicarbonato de sódio
2 xícaras e meia de granola batuta n.03*
Bata mais um pouco e misture por último:
1 ovo orgânico

Coloque colheradas em uma forma com papel manteiga ou untada e asse até dourar.

*Ou: 1 xícara de flocos de aveia, 3/4 xícara de coco ralado, 1/4 xícara de figo seco em pedacinhos, 1/4 xícara de linhaça triturada e 1/4 xícara de castanhas picadinhas.

Monday, August 9, 2010

Ela era tipo uma dona de casa

.madeleine de fubá.



É bem docinho, bom para servir com café como petit four se for pequenino. Ah! Também para levar em pic nic se fizer assim na forminha de papel, né?

Monday, July 19, 2010

Creme de brócolis levemente picante

.sopinha quente.

Suuuuper fácil de fazer.
Coloca tudo na panela, vai tomar banho e quando voltar é só triturar... hihi.
Sabe, quando a gente sofre de TPM não lembramos o que é paciência.
E sabe o que mais? Ainda bem que o príncipe que virou sapo esta bem longe se não tinha jogado ele na sopa também, ninguém ia perceber, tudo verde...

Ingredientes:
- 1 maço de brócolis
- 1 inhame
- 1 abóbrinha
- 3 dentes de alho
- 1 folha de louro
- 1 colher de chá de cominho em pó
- 1 colher de chá de pimenta calabresa
- 1 boa pitada de noz mozcada
- sal grosso moído

Preparo:
1.Bota tudo em uma panela.
2.Cobre com água.
3.Cozinhe por 20 minutos.
4. Triture.
5. Sirva.

Sugestão:
Colocar uma colher de arroz integral cozido no prato, a sopa e finalizar com queijo pecorino ralado.

Tuesday, July 13, 2010

Granola batuta n.03

.comidinhas da manhã.



porque acalma os nervo(s)!


Ficou interessante esta daqui. Usei alguns ingredientes do  velho mundo, tipo figos e nozes. Mas olha só! O coco dá uma certa tropicalidade, afinal precisamos nos sentir em casa, né?

Lá vai então a número 03.

3 xícaras de aveia em flocos finos
1 xícara de coco ralado fino
1/2 xícara de nozes picada
1/2 xícara de semente de linhaça orgânica
1/2 xícara de semente de girassol orgânica
1 colher de chá de gengibre em pó (opcional)
2 colheres de sopa de maca em pó (opcional)
3 colheres de sopa de óleo de coco ou outro que preferir
1/2 xícara de malte de cereais, mel ou melado (fiz com mel)*
1 xicara de figo seco em cubinhos (não esqueça de tirar o cabinho que é meio durinho)
1/3 xícara de uva passa

Preparo:
1. Misture os 7 primeiros ingredientes em uma bacia e reserve.
2. Coloque uma assadeira na chama do fogão e aqueça, derreta o óleo com o xarope escolhido e mexa bem, adicione os ingredientes reservados e mexa muito bem.
3. Leve a assadeira em forno máximo pré aquecido  por mais ou menos 30 minutos mexendo a cada 8-10 minutos, fique de olho!
4. Adicione os figos e uva passa e leve por mais cinco minutos. Você que escolhe se gosta mais douradinho ou não, ok?

Sugestão para servir: com pêra, iogurte, a granola e se gostar mais mel por cima. Miam... e chá de camomila para acalmar os nervo(s).


* Já vou me defendendo porque as turma natureba não são bolinhos. Sempre tem uma coisa que faz bem ou mal. Já sei que quando a gente esquenta o mel, segundo o ayurveda, faz mal tá? Também  que acima de 60 graus perde suas propriedades. Mas sabe oque? Sabor não. E tradicionalmente ele é utilizado em muuuitas culturas culinárias pelo mundo com figos, nozes, etc e tal. Pronto, se te incomodar usa malte, melado, agave, maple tá?
Desculpa... coisas.


-

Tuesday, July 6, 2010

Granola batuta n.02

Ai ai ai




Ingredientes:

- 2 xícaras de aveia em flocos graudos
- 1 xícara de quinoa em flocos
- 1 xícara de coco fresco ralado fino
- 1 xícara de semente de girassol
- 1/3 xícara de amêndoas laminadas
- 1/3 xícara de nozes picadas
- 1/2 xícara de uva passa
- 1/3 xícara de ameixa desidratada em cubos
- 1/3 xícara de damasco desidratado em cubos
- 4 colheres de sopa de óleo de coco
- 3 colheres de sopa de mel ou rapadura ralada
- suco de 1 limão
- 1 colher de sopa de massala em pó para chai ( canela, cravo, cardamomo, erva doce e gengibre) ou estas mesmas especiarias em pó.


Preparo:
1. Derreta o óleo e misture com o mel, limão e as especiarias.
2. Misture tudo e coloque para assar a 180 graus, mexa a cada 10 minutos até que fique bem dourada. Deixe esfriar e guarde em um vidro.

Sugestão de consumo: com iogurte natural.

Tuesday, May 25, 2010

Palmito pupunha a moda baiana

.isto é um gengibre.



Você vem sempre aqui?


(3 porções)

Alguns ingredientes estão em centímetros, aliás é uma forma de padronizar uma receita também.

30 cm de palmito pupunha fresco em rodelas de 0,5 cm (tirar a parte fibrosa)
400g inhame (descascar e fatiar como a pupunha)
2 cm de gengibre ralado
6 cm de pimenta dedo de moça em cubos (sem a semente se preferir não muito picante)
suco de 1 limão (cravo se tiver um pé por aí)
10 un ervilha torta em pedaços de 2 cm na diagonal (tirar a pontinha e o fiozinho da lateral com a faca)
1 pimentão vermelho maduro em cubos de 2cmx2cm, sem a semente (sempre)
2 dentes de alho amassado
7cm de alho poró em rodelas
1/2 xícara de salsa fresca picada
2 colheres de chá de cúrcuma em pó
3 xícaras de leite de coco (faça o seu em casa)
1 xícara de água
coentro fresco (opcional, não se preocupe)
1 colher de sopa de óleo de coco virgem
sal a gosto
pimenta branca a gosto

Preparo:
1. Misture o gengibre com a pimenta, o limão, alho, curcuma e salsa junto com o pupunha e o inhame. Deixe marinar por 30 minutos.
2. Misture em outro recipiente a ervilha torta com o alho poró e o pimentão.
3. Em uma panela de barro coloque 1/3  da mistura de pimentão e intercale com metade do pupunha, siga com mais 1/3 do pimentão, pupunha e por ultimo o restante do pimentão.
4. Ligue o fogo e misture o leite de coco com a água e um pouco de sal, jogue or cima de tudo na panela.

5. Assim que levantar fervura abaixe o fogo e deixe cozinhar por 15 minutos. Pronto, finalize com o coentro e óleo de coco, pode servir com arroz cateto integral, lentilha e salada.


*por essa você não esperava, hein?

Saturday, May 22, 2010

veggieburguer de banana da terra (n.02)

.com chutney de coco.
Sob influências baianas, ainda!

Esta é uma receita para quem  gosta de coco, afinal neste preparo uso a polpa, a farinha, o leite e o óleo. Hmm(!)
Lá vai a fórmula especialmente preparada ontem na feira.


búrguer de banana da terra n.02

Receita

Ingredientes:

3 un banana da terra madura em cubos
1 cebola roxa em cubos
1/4 pimentão vermelho maduro em cubos
1 tomate em cubos
1 limão
1cm de gengibre ralado
1 pimenta dedo de moça sem as sementes
2 colheres de sopa cebolinha francesa picadinha
1/2 xícara de leite de coco
1/2 xícara de água
1/2 xícara de farinha de coco ou farinha de mandioca
óleo de coco para dourar
sal

Chutney de coco

Ingredientes:

1 xícara de coco fresco ralado
1/2 xícara de água
1/2 xícara de salsa fresca*
1 cm de gengibre ralado
1 colher de sopa e meia de Agave néctar ou melado
sal marinho
*pode ser coentro se você gosta, vai combinar super!
Preparo:
1. Refogue o pimentão, cebola, pimenta e gengibre no óleo de  coco até a cebola ficar transparente, então adicione a banana em cubinhos. Assim que a banana ficar dourada adicione o leite de coco, a água e o sal. Abaixe o fogo e cozinhe até a banana ficar macia e o líquido incorporar pelos demais ingredientes, desligue o fogo, adicione a cebolinha e deixe esfriar.
2. Enquanto isso prepare o chutney (difícil!) coloque todos os ingredientes em um processador de alimentos e triture bem, vai ficar em pedacinhos  mesmo, não é um molho totalmente cremoso. Acerte os sal, mas sugiro que fique mais para o doce do que para o salgado.
3. Acrescente a farinha no refogado de banana e misture bem, molde em esferas e doure no óleo de coco em ambos os lados. Sirva com o molho de coco por cima.

Sugestão de acompanhamento:
arroz jasmim com castanhas e salada verde.

Para esta aula o Cláudio do Dr.Orgânico me ofereceu uma novidade: a farinha de coco (super aromática), que segundo ele vai começar a comercializar no próximo mês pelo Brasil.

Monday, May 17, 2010

O famoso pão do Calá


.resquícios do sul da Bahia.

Lá em Trancoso você encontra no quadrado uma cerâmica liinda com obras do Calá, e também ali perto, no Espelho, um hotel/fazenda que é a cara dele.
vale conferir.

Wednesday, May 12, 2010

Aula de culinária


De 20 a 23 de Maio na feira Natural Tech em São Paulo vai acontecer o Festival Electrolux de cozinha vegetariana. No dia 21 vou dar uma demonstração culinária as 18:00 e todos são convidados.
Chamei a Madu e ela topou, vai falar sobre os sabores e a saúde enquanto preparo um hambúrguer de banana da terra.

Local: Pavilhão da Bienal
Mais informações aqui.

Sunday, May 9, 2010

me infusiono

.descascando.


Cascas fazem lembranças.

A família estava ali, comendo laranjas após o almoço, imagine.
Aquela dúzia da fruta sobre a mesa em forma de sobremesa, cada um descascando a sua e comendo aos gomos e chupadas sem pudor.
As laranjas, conforme eram descascadas, tinham suas cascas que saiam em espirais continuas sem romper. As cascas dos mais velhos eram longamente perfeitas o que chegou a me impressionar, mas veja bem eu disse as cascas pois a parte branca ficava ali toda intacta protegendo a cor laranja do gomo.
Confesso que conforme o tempo foi passando desenvolvi logo a técnica também, nada que uma simples prática não ofereça.
Fora da cozinha as cascas eram utilizadas nos quartos de uma forma nada romântica, em aparelhinhos de tomada para espantar os pernilongos, funcionava assim, mais ou menos, mas o cheirinho era bom.

Chega de cascas! Eu quero logo é o pé.

Ora pois!
Laranjas fazem diálogos.
Hoje de manhã fui atrás de um pé de limão, me disseram que tinha aqui perto logo ali na estrada, e sabe o que encontrei primeiro? Um pé de laranja.
Logo lembrei do livro Meu pé de laranja lima de José Mauro de Vasconcelos que é bem mais antigo que eu. Quem leu sabe: conta a história de um garoto chamado Zezé que conversava com o pé de laranja contando seus casos da vida e meninices. Foi assim que o pé de laranja virou um amigo dele.
Não conta pra ninguém, mas agora fui eu quem conversou com o pé.
Coisinhas que só o amor esconde, sonhos de menina que cresceu e mulher que espera um homem, sente saudade e chora, coisa nossa, me desculpe não vou poder contar mais. Vergonha, mostro só a casca e o gomo eu escondo.
Tudo por causa de uma laranja, sua casca, seu pé e seus causos, ou ela seria só um pretexto?
Um chá a dois quem sabe? Ah, o pé sabe!


Artigo feito para o site do The gourmet tea.

Hmm, no friozinho com biscoitinhos

Wednesday, May 5, 2010

O sukiyaky da Marthinha


Depois da Bahia chegamos ao Rio com muitas surpresas, uma delas foi logo no final da semana quando a querida Martha nos fez um sukiyaky delicioso, pode ser que você nunca ouviu falar desta iguaria japonesa, né? Provei e fiz só uma vez na faculdade aí confessei pra Marthinha que não me atrevo a fazer comidinhas japonesas de tão delicadas e cheias de tradições que são.

Todos os convidados (yoguis e semi yoguis) aprovaram além da conta que após o final de semana rodou um email com a receita, segue:


O famoso sukiyaki da Marthinha de 31 abril 2010
(jantar na casa dos vollmer)

A Marcinha fez até uma pesquisa bacana:

o prato Sukiyaki tem origem camponesa e datada na era medieval japonesa.
A palavra Sukiyaki é uma palavra composta onde Suki significa rastelo e Yaki significa assar, deste modo,
Sukiyaki significa assar com rastelo (pá).
A origem deste prato, hoje sofisticado e tradicional, teve início com os camponeses assando batatas-doces diretamente no fogo com o auxílio do rastelo japonês que, com seu formato peculiar, facilitava este processo de cocção, facilitando a vida dos camponeses e evitando que eles tivessem que levar utensílios de cozinha mais pesados.
Com o passar do tempo eles passaram a assar outros legumes e foram agregando mais ingredientes e molhos, já utilizando panelas de ferro em datas festivas onde todos os comensais se serviam da mesma panela.
Assim o sukiyaki ganhou um valor espiritual típico do japonês, que é o de reafirmar os laços familiares, afetivos e de amizade através da mesa, resguardando sua cultura e tradição.


Ingredientes para o sukiyaki veggie

molho + massa + legumes + 200 gr de cogumelos (shimeji e shiitake)

+ 200gr tofu defumado + ovos + manteiga

dashi (molho) para sukiyaki

50 ml de sake + 100ml de shoyu + 15gr açucar e/ou 50ml de mirim (sake doce) + água (para não ficar muito salgado)

Preparar e reservar. este molho servirá de base para cozinhar todos os legumes.

massa para sukiyaki

soba ou massa de yakisoba (250gr de itoh konhaku / macarrão de batata)
ou 200 gr de massa de udon (mais grosso e feito de arroz).
cozinhar a massa e reservar. jogar água fria para não grudar e cessar o cozimento.

legumes para o sukiyaki / cortados em tiras :

acelga, beringela, brócolis, broto de feijão, broto de alfafa, cebola, cebolinha, cenoura, couve-flor, gengibre em lascas, nabo

Preparo

O sukiyaki deve ser feito aos poucos, portanto deixe tudo pronto e cortado antes de começar a preparação.

Aqueça a panela e derreta a manteiga e depois refogue levemente os cogumelos
shiitake sem os talos (ou a carne) sem deixar dourar. em seguida coloque os ingrediente de acordo com o seu tempo de cozimento (nabo e cenoura primeiro, cebola, e por último macarrão, folhas e brotos) as folhas de acelga cortadas em cubos ( retângulos), a cebola cortada em meia rodelas de 1 cm de espessura, as cebolinhas cortadas em bastonettes de 5 cm de comprimento em diagonal e o tofu cortado em cubos, além dos outros legumes. adicione o molho ao sukiyaki (alternando com os ingredientes) e, em seguida, o macarrão de batata.
Certifique-se de que todos os ingredientes estão dispostos de forma artística e tampe a panela por 8 minutos, retire a tampa e acrescente o broto de feijão. Deixe cozinhar por 2 minutos e está pronto para servir.


servir

Os ovos crus, para quem gosta, devem ser quebrados já no prato ou tijela . bata ligeiramente a gema e a clara e sirva-se do sukiyaki. O ovo será cozido pelo calor dos ingredientes.

Tuesday, April 27, 2010

Bolo do aniversário da Lara



.chocolate com frutas.

Lara faz 5 anos depois de amanhã, é uma criança inglesa, fala inglês. É bem linda e emotiva. Sabe que ela me deu seu ovo de páscoa porque fiz o bolo dela?

Ingredientes:

- 1 receita de pão de ló integral

Recheio e cobertura:

- 300g chocolate 70% cacau
- 300ml creme de leite fresco
- polpa de 1 maracujá
- 1 manga madura em cubinhos
- 2 ameixas em lâminas
- 1 kiwi em fatias meia lua
- Uvas
- Essência de baunilha (de verdade) ou baunilha em pó
- 2 colheres de sopa de geléia sem açúcar

Preparo:

1. Pique o chocolate em pedaços e reserve.
2. Em uma panelinha ferva o creme de leite fresco junto com o maracujá e a manga, verta sobre o chocolate, mexa bem até ficar bem homogêneo e leve para esfriar na geladeira.
3.Corte o pão de lo ao meio. Faça um xarope misturando a geléia com 3/4 xícara de água e um pouco de baunilha, com uma colherzinha ou pincel espalhe o xarope sobre o pão de ló deixando-o úmido.
4. ssim que o chocolate estiver firme recheio o bolo com metde do recheio e cubra com o restante.
5. Decore com as frutas por cima formando uma flor.

Friday, April 23, 2010

Trancoso




.burguer de banana da terra.

Ja sai de Trancoso e do Espelho, na estrada.
Em Prado (costa da Baleia) mais sul, bem agradável.
Sem cozinhas, mas por enquanto uma receita dos trópicos...
Esta receita aqui fica delícia servida com chutney de manga e arroz jasmim.


Monday, April 12, 2010

Tuesday, March 23, 2010

.A volta das panelas e bicicletas.

.dando volta por aí.

*desenho em caneta nanquim, Trancoso

.a volta foi bobó.

As vezes eu até que gosto desta vida de passar dias, semanas, meses dentro da casa de diferentes pessoas, algo como um eterno intercâmbio...

Tá bão.

Dei um pulo da Bahia até o interior de SP mas parece que não, em dificuldade de assimiliação geográfica saem farofas, bobós e por aí vai... aos poucos voltando a cozinhar com muita intensidade.
Segunda feira que começou a volta, vou contar uma receita só ta? O resto guardo para alguma surpresa divertida.

receita

Bobó de palmito
(serve 4 pessoas)

Ingredientes:

- ¼ de abóbora japonesa
- 1 vidro de palmito pupunha em conserva ou palmito pupunha fresco
- 1 cebola
- 3 dentes de alho
- 2 tomates maduros
- 1 vidrinho de leite de coco
- 1 louro
- 1 pedaço pequeno de rama de canela
- 1 colher de chá de gengibre ralado
- salsinha fresca picada
- manjericão fresco picado
- 2 colheres de sopa de coco ralado
- ½ colher de café de páprica picante
- 1 colher de sopa de óleo de coco
- 1 colher de sopa de azeite de dendê
- sal
- 1 colher de café de molho de pimenta

Preparo:
1. Tire as sementes da abóbora com uma colher e descarte. Corte a abóbora em pedaços e cozinhe em água com pouco sal até ficar bem macia.
2. Enquanto a abóbora cozinha prepare os ingredientes: pique a cebola em cubos médios, fatie os dentes de alho, pique o palmito em rodelas e o tomate em cubos médios.
3. Escorra a abóbora e com a ajuda de uma faca retire a casca e reserve para fazer uma farofa. Amasse a abóbora com um garfo e misture o leite de coco até ficar homogêneo, reserve.
4. Aqueça uma frigideira grande ou uma panela de boca larga e coloque o óleo, em seguida a cebola, alho, gengibre, louro, canela e refogue até a cebola ficar transparente. Adicione o palmito e refogue por 1 minutos e então acrescente a mistura de abóbora e leite de coco mais um copo de água e mexa bem. Assim que levantar fervura abaixe o fogo, coloque os tomates, sal e pimenta e deixe cozinhar por mais 5 minutos.
5. Desligue o fogo, adicione as ervas, a páprica, o coco ralado, metade do dendê e ajuste o sal.
6. Antes de servir regue com o restante do dendê e salpique um pouco de coco ralado para decorar.

Sugestão de acompanhamento: farofa de castanhas, arroz integral e repolho refogado.

Friday, March 19, 2010

.só para meninas.

.mulheres e afins.

.em: uma receita de alto risco.

De verdade estas duas semanas foi sem nada de cozinha com uma exceção de receita: cera para depilação.
É ótima.


Cera de açúcar, mel e limão

Ingredientes

- 1 kg de açúcar demerara
- 2 colheres bem cheias de mel
- Suco de 4 limões suculentos

Preparo:
Coloque tudo em uma panela e mexa bem, ligue o fogo (baixo) e deixe o açúcar derreter lentamente, em caso extremo mexa, mas não se empolgue!
Assim que tudo tiver lindo e brilhando como uma calda dourada desligue, mas cuidado, o acúcar queima pois sua temperatura vai acima de 100 graus e a queimadura pode ser intensa.
Corte pedaços de tecido de algodão, tnt, retalhos que tiver.
Com uma colher de madeira tipo reta pegue a cera da lateral da panela e esfrie bem assoprando, pode testar no ante braço a temperatura, mas de novo: cuidado!
Com o tempo você pega o jeitinho da consistência.
Aplica uma camada fina, coloca o tecido e puxa! Pronto.
Pode passar babosa logo após.
Pode guardar na geladeira.

Ps: Não me responsabilizo por eventuais danos, ok?

Saturday, March 6, 2010

.para fermentar o tempo.


E a cozinha continua meio aos coqueiros...


Sabe aquele arroz que sobrou e esta na geladeira? Pois bem, este mesmo é que vamos usar aqui. Coisinhas que sobram são ótimas para incorporar sabor e textura no dia seguinte quando aliados a sua criatividade e tempo. Né?

Pão de arroz integral

Ingredientes:

- 2 xícaras de farinha integral
- 2 xícaras de farinha de trigo
- 1 xícara e meia de arroz integral cozido
- 1/3 xícara de semente de linhaça
- 1 colher de sobremesa de sal marinho
- 1 colher de sopa de azeite de oliva
- 2 colheres de mel
- 1 colher de sopa de fermento granulado
- 2 xícaras de água

Preparo:

1. Coloque todos os ingredientes secos em um recipiente grande e faça um buraco no meio como um vulcão, misture os ingredientes liquidos e jogue no buraco.
2. Com movimentos circulares incorpore tudo. Sove a massa bem até que fique lisa e elástica, coloque em uma forma de pão untada com azeite, polvilhe farinha e deixe dobrar de volume,
3. Assar em forno quente por 30 minutos ou até dourar.

Dica: Quando pronto fatie e doure no ghee fazendo torradas.

Thursday, February 18, 2010

feliz


Estou aqui na terra do sempre.
Onde o céu é tudo, azul, cinza, rosa, laranja, ensolarado, estrelado e cheio de surpresas.
Onde o mar tem várias tonalidades entre o azul e o verde.
Onde o horizonte me vê de longe.
Onde os coqueiros fazem curva para permanecerem eretos.
Onde tenho preguiça de cozinhar.
Onde demora para a internet funcionar.
Onde tem mangue, conchinha, criança e areia.
Onde tem de monte e quase nada.
Onde você tem que vir me buscar, porque é sempre bom.

Wednesday, January 20, 2010

Farofa crocante (de 3 farinhas)

.mandioca.aveia.linhaça.


Bom, tenho novidades pois a dias não escrevo aqui... estou cozinhando em Trancoso em um restaurante vegetariano que intitulamos cozinha secreta e esta dentro da pousada de uma amiga, a Thaís. Tá bem legal e ontem na correria de sair um acompanhamento para o purê de banana da terra saiu esta farofinha... a idéia era não ter que sair para buscar ingredientes e como sempre a criatividade é a grande salvadora de tudo (em minha vida pelo menos). E aí segue:

Farofinha crocante

Ingredientes

- 1 xícara de farinha de mandioca fina (delícia aqui na Bahia)
- 1 xícara de farinha de aveia
- 1 xícara de farinha de linhaça dourada
- 2 colheres de manteiga ou óleo de coco
- 1 cebola em cubos
- 1/2 xícara de amendoim picado
- 1/2 xícara de cebolinha picada
- 1/2 xícara de semente de girassol torrado
- sal
- pimenta cayena em pó

1. Torre e depois triture a linhaça e o flocos de aveia (se não tiver a farinha) no liquidificador.
2. Refogue a cebola e acrescente as farinhas para dourar mais um pouco.
3. Acrescente os demais ingredientes e acerte os temperinhos.
Pronto!