Sunday, April 26, 2009

Almoço em silêncio



Hoje.
Fui com minha mãe a um "mini" retiro de meditação no Brooklin que começou cedinho e acabou no final da tarde. A programação é formada por meditações seguidas (com 5 minutinhos de intervalo a cada hora), além de passar o dia todo sem poder falar. O almoço foi meio dia e levei uma "marmita" de quinoa marinada para nós duas que comemos acompanhadas do nobre silêncio.
Quando acabou a meditação voltamos a falar e nos despedimos das pessoas, em seguida fomos para a rua e nos surpreendemos.

O carro estava lá mas sem as coisas que estavam dentro: som, mochila, blusa e a pasta de trabalho de meu pai.

Sim! Alguém havia entrado no carro! Onde ficava o aparelho de som era só fios estrangulados pra fora e a sensação depois de muita meditação ver uma situação dessa é indescritível, eu nunca havia sentido isso antes. De certo modo foi bem engraçado pois ao abrir os olhos após um longo período, mergulhada em meu próprio universo, algumas coisas se enchem de graça e outras não fazem o menor sentido de existir como por exemplo um som de carro e o próprio veículo. Mas ao mesmo tempo vêm uma sensação de que a pessoa que entrou naquele carro não estava se sentindo tão tranquila como eu naquele momento.
Foi uma experiência contrastante e agora a noite minha mãe começou a perguntar o que tinha na quinoa já que almoçamos em silêncio.
Bom, aqui vai a receita da quinoa para praticar o desapego, mas cuidado que o efeito é quase que instântaneo!

Quinoa Marinada

Receita

Ingredientes:

- 1 xícara de quinoa cozida em água, sal e louro.
- 3 tomates maduros sem semente em cubinhos
- 1/3 xícara manjericão picado
- 1/3 xícara de hortelã picada
- 1/3 xícara de salsinha picada
- 1/2 xícara de damasco turco em cubinhos
- suco de 1 limão
- 1/3 colher de café de pimenta cayena em pó
- 3 colheres de sopa de Azeite de Oliva extra virgem
- 1/2 colher de café de semente de coentro em pó
- Sal

Preparo:
Mistura tudo e deixe marinar na geladeira de um dia para o outro.
Servir com folhas verdes e chá gelado de hortelã.

Friday, April 24, 2009

Bolinho de aspargos e mandioquinha

.para adoçar sutilmente a refeição.

Bolinho de aspargos e mandioquinha
(vegan & sem glúten)

Receita
(para 5)

Ingredientes:

3 mandioquinhas cozidas e amassadas
2 un. alho poró picadinho
1 "maço" de aspargos frescos
3 colheres sopa de farinha de mandioca
Ervas de provence
Ciboulete fresca picada
Óleo de coco
Sal e pimenta
Pinoli

1.Cozinhe o aspargo no vapor até ficar levemente macio e crocante, corte-os em pedaços de 1 cm separando o caule da cabeça.
2.Aqueça uma frigideira, coloque a gordura e salteie o alho poró com as ervinhas.
3.Miture alho poró, mandioquinha amassada, aspargos picados, ciboulete, farinha, sal e pimenta.
4.Molde lindos bolinhos esféricos com a sua mão.
5.Aqueça uma frigideira, ponha pouco óleo  e doure os bolinhos, você pode assar também
6.Dê uma tostadinha no pinoli, misture com as cabeças de aspargo, tempere e disponha sobre os bolinhos já prontos.

Wednesday, April 22, 2009

Sobre o Rio de Janeiro

.sem receitas por hoje.
nanquim e aquarela, 14 de abril 2009

O telefone tocou e eu atendi:
- Alô?
Ele logo me disse:
- E o Rio? Como é que ta?
- Continua lindo...

Essa cidade é mesmo maravilhosa.
Hoje fui até o Arpoador com Aninha para desenhar (o que a gente mais gosta de fazer). Subimos até o topo da pedra e vimos de forma panorâmica o morro dos 2 irmãos seguido do Vidigal, é tão lindo de ver que fica difícil escrever.
O fim de tarde do Arpoador é um sol danado, mal conseguimos ver as curvas do lado oposto e acabamos sentando de frente ao mar. Ali assistimos aos surfistas manobrarem sobre a água e desenhamos o movimento ao mesmo tempo, foi tão bom.
Esta cidade faz tão bem, me inspira e ao mesmo tempo faz lembrar de como a vida é boa e deve permanecer desperta através de nós mesmos.
Fizemos compras no Horti-frutti que amanhã vou cozinhar com a querida Beth.
Dentro de um ano gostaria de morar nesta cidade ou outra com uma praia linda.

Friday, April 17, 2009

Sopinha de outono

.santa sopa.

S. Benedito - o padroeiro dos cozinheiros .caneta nanquim + prismacolor + lapis de cor.

Sabe o que? São Benedito nasceu na Sicilia e era uma daquelas pessoas raras, trabalhou na cozinha de um convento, e quando podia escondia alimento e levava aos famintos da cidade. Diz a história que um dia um superior do convento suspeitou do bom moço e perguntou o que ele levava, São Benedito disse flores e quando levantou o tecido o alimento havia se transformado em rosas, e eis que surge o primeiro milagre dele: transformou alimento em rosas! Mal sabia o superior que as rosas também são comestíveis!

São Benedito também esta em minha cozinha, costumo deixá-lo em um prato de barro com rosas e lavandas secas como guardião dos meus temperos.

. Aí hoje fui fazer uma sopinha de outono já que São Paulo faz um friozinho...

No inicio do preparo quis colocar uma folha de louro enquanto refogava, comecei a procurar e vi aquele monte de folha seca no santo, pensei que fosse louro, lavei e usei.
Quando fui tomar a sopa me surpreendi com o gosto! Aí lembrei que em fevereiro quando voltei de Trancoso vim com alguns ramos de cravo da índia na mão que Thaís me deu de tua casa. Acabei usando as folhas para forrar o prato de São Benedito pois achei que ele ia gostar do aroma,e foi aí que me enganei e troquei folha de louro por cravo e o erro virou acerto já que o gosto ficou bem bom!

Experimenta:



Ingredientes

- 1 alho poró
- 1 cebola
- 1 folha de cravo (ou louro)
- 1 colher café de cúrcuma
- 1 colher café grãos de coentro
- 1/2 colher café pimenta calabresa
- 1 colher de sopa de óleo de coco virgem ou ghee
- 1 cenoura
- 3 inhames
- 2 tomates maduros
- 2 xícaras de água
- 1/2 xícara leite de coco
- sal e orégano fresco picado

Preparo:
1. Refogue os temperos no óleo de coco, adicione os legumes descascados e picados grosseiramente e refogue também, adicione os líquidos. levante fervura, baixe o fogo e cozinhe por 10 minutos. Triture em um liquidificador, acerte o sal e sirva em um dia friozinho como hoje.

Friday, April 3, 2009

Pesto

.papos de corredor.

desenho em caneta nanquim + prismacolor + photoshop

Em: passando receita.

Quando minha vizinha do lado limpa a casa ela abre a porta, põe as cadeiras e mesinhas pelo corredor e liga um som que ela pode cantar no máximo e fica lá curtindo a limpeza.

Hoje quando vinha da feira, pela manhã, tive que equilibrar as sacolas entre as cadeiras que cercavam todo o corredor. Logo ela veio me enfrentar:
- Viu menina, deixa eu te perguntar uma coisa! Você que fica fazendo umas coisas gostosas aí!

Eu olho e ela dá uma puxadinha na camiseta, estava de calcinha e super a vontade. Afinal depois do 60 anos de idade a coisa mais normal deve ser limpar a casa de pijama cantando música alta.

- Claro! - respondi.
- Você sabe fazer molho pesto?
- Sei sim, você pega bastante manjericão, 1 dente de alho, parmesão, bastante azeite de oliva, nozes ou amêndoas e bate até virar uma pasta, acerta sal e pimenta aí... você vai por na massa?
- É que meu marido ta em dieta sabe, vou misturar na ricota.
- Ahhh...
- Ah mas eu prefiro nozes, qual você prefere?
- Pinoli! Põe bastante manjericão e azeite tá?
- Hmm comprei um manjericão lindo na feira também, obrigada viu. - me olha de cima abaixo analizando minha feira.
- De nada.

Entrei em casa, foi a melhor opção.